Egito anuncia descoberta de uma das aldeias mais antigas no delta do Nilo


 

Lusa/Ao online   Internacional   2 de Set de 2018, 19:47

O Governo do Egito disse este domingo que arqueólogos desenterraram uma das aldeias mais antigas já encontradas no delta do Nilo, com vestígios anteriores ao tempo dos faraós.

O Ministério das Antiguidades avançou que o local neolítico foi descoberto em Tell el-Samara, cerca de 140 quilómetros a norte do Cairo, capital do Egito.

O líder da equipa de arqueólogos, Frederic Gio, explicou que a sua equipa encontrou silos contendo ossos de animais e comida, indicando que havia humanos a habitar aquele sítio cerca do ano 5.000 antes de Cristo e cerca de 2.500 anos antes de serem construídas as pirâmides de Gizé.

Nos últimos anos, o Egito tem promovido descobertas na esperança de reavivar o turismo após a agitação que se seguiu à revolta popular de 2011.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.