Educação no centro de discurso de Cavaco no 5 de Outubro


 

Lusa   Nacional   5 de Out de 2007, 13:12

O Presidente da República escolheu a escola e a comunidade para tema central do seu discurso do 5 de Outubro, hoje, nos Paços do Concelho, em Lisboa, regressando ao tema da "batalha pela qualificação dos recursos humanos".
Criada em Setembro de 2006 em resposta ao apelo lançado pelo presidente da República para um compromisso cívico para a inclusão social, a associação Empresários pela Inclusão Social (EIS), cujos 120 associados correspondem a 35 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), centra a sua acção no combate ao insucesso e abandono escolares.
Em Junho último, numa visita a Vila Verde, distrito de Braga, o Presidente apelou às famílias portuguesas para que "não deixem que os filhos abandonem a escola, pelo menos antes de terminarem o ensino básico ou secundário".
"É um erro dramático tirar os filhos da escola", alertou, lembrando que os estudos demonstram que os jovens que concluem o ensino secundário têm 60 por cento mais de hipóteses de encontrar emprego.
Há um ano, na sua estreia nos discursos do 5 de Outubro, Cavaco Silva apelou a todos os portugueses para se empenharem na luta contra a corrupção e na moralização da vida pública, sublinhando que esta é uma tarefa que cabe "em primeira linha" aos políticos.
"No combate por uma democracia de melhor qualidade devem ser convocados todos os portugueses, mas esta é uma tarefa que compete, em primeira linha, aos titulares de cargos públicos", defendeu.
Depois das cerimónias na Câmara Municipal de Lisboa na sexta-feira, em que também discursa o presidente da autarquia, António Costa, Cavaco Silva estará no Palácio de Belém, que pelo segundo ano consecutivo abre os seus jardins ao público.
Nos jardins estará uma exposição, "Jardim Aberto", com esculturas de vários artistas portugueses, e, no Museu da Presidência, outra sobre "Joalharia e símbolos Nacionais", com trabalhos para um concurso sobre o tema.
Como aconteceu no 5 de Outubro de 2006, o Presidente vai passear pelos jardins - que nessa altura estarão abertos ao público - e assistirá, a meio da tarde, a um espectáculo musical com Cristina Branco, Sara Tavares, Kátia Guerreiro, Tiago Bettencourt e o grupo Xaile
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.