Gripe A

Dois psicólogos vão acompanhar alunos da escola onde morreu menino


 

Lusa / AO Online   Nacional   29 de Out de 2009, 11:28

O Ministério da Saúde deslocou esta quinta-feira dois psicólogos para a Escola Paula Vicente, para trabalhar com a turma do menino que morreu infectado com o vírus H1N1 e com os “amigos mais chegados”, anunciou a delegada de saúde.
Maria João Martins adiantou que, depois do trabalho com a turma, os psicólogos irão trabalhar com as restantes turmas da escola no Restelo, em Lisboa. “Considerámos que é um aspecto muito importante as crianças terem algum apoio psicológico”, frisou.

A delegada de saúde, o director regional de Educação, João Leitão, e o director da escola, Carlos Cerqueira, estiveram reunidos com os pais a esclarecer todas as dúvidas que surgiram e a explicar a situação.

“É compreensível e é evidente que a escola está triste, os alunos, professores e funcionários estão tristes, mas do ponto de vista de saúde pública não há nenhuma razão para encerrar a escola”, disse Maria João Martins, assegurando que foram “tomadas todas as medidas necessárias”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.