Dirigentes da imprensa vão apresentar plano para sector nos Açores


 

Lusa / AO online   Regional   18 de Out de 2009, 13:50

A organização do congresso de imprensa que hoje terminou na ilha de S. Miguel e a Associação Portuguesa de Imprensa (APimprensa) vão apresentar até final do ano, um “plano de acção” para garantir a competitividade do sector nos Açores.

As medidas preconizadas, que serão comunicadas ao Governo Regional, surgirão enquadradas num documento de adaptação ao arquipélago do projecto “Repensar a Imprensa”, da iniciativa da APimprensa, adianta o texto com as conclusões do III Congresso Internacional da Imprensa Não Diária, iniciado sexta-feira em Povoação.

As acções a propor ao executivo terão especialmente em conta a necessidade de “redução das assimetrias numa região ultra-periférica” como os Açores.

O documento com as conclusões do fórum anuncia, igualmente, a disponibilidade da APImprensa para inserir no plano das suas relações com a World Association of Newspapers (WAN) o desenvolvimento de acções de informação e formação profissional em Cabo Verde.

Essa intervenção representaria, na prática, o alargamento àquele país do projecto “Repensar a Imprensa”.

O congresso da Povoação, promovido pelo “Portal da Ilhas” e que reuniu jornalistas, universitários e dirigentes do sector provenientes de vários países, debateu o futuro dos jornais em suporte de papel face ao desenvolvimento do digital e redacções on-line.

Durante três dias foram analisadas as oportunidades e vantagens disponibilizadas à imprensa pelas novas formas de difusão, as investigações realizadas mais recentemente neste domínio e o impacto das tecnologias digitais na expansão da língua portuguesa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.