Dirigente de federação agrícola defende formação para garantir competitividade

Dirigente de federação agrícola defende formação para garantir competitividade

 

Lusa/Aonline   Regional   2 de Dez de 2011, 07:27

O presidente da Federação Agrícola dos Açores (FAA) advertiu hoje para a necessidade de "manter intactos ou mesmo reforçar" os apoios à formação de ativos como parte de uma estratégia de resistência aos impactos da globalização da concorrência no sector.

Apesar das dificuldades financeiras, "tem de haver disponibilidade por parte do Governo Regional para garantir agricultores bem preparados ", afirmou Jorge Rita, apontando a perspetiva de desmantelamento do regime de quotas leiteiras na União Eurpeia como um dos desafios imediatos da agricultura açoriana.

Os Açores garantem cerca de 30 por cento da produção leiteira nacional, e a abolição do sistema de quotas dentro de ano e meio justifica a atribuição à região de ajudas que reforcem os apoios já disponibilizados pelo programa comunitário específico POSEI, que abrange o arquipélago devido à sua condição de região ultra-periférica, sustentou o presidente da FAA.

Em declarações à agência Lusa na cerimónia de entrega de diplomas a cerca de 350 pessoas que frequentaram ações de formação desenvolvidas nos últimos dois anos pela Associação Agrícola de S. Miguel, Jorge Rita considerou o desmantelamento do regime de quotas leiteiras "uma aberração" que terá consequências na desregulação do mercado.

Admitiu, todavia, que os produtores açorianos estarão em condições de responder de forma satisfatória a esse "novo desafio", uma vez que a região dispõe de "indústrias modernizadas, que valorizam alguns dos seus produtos".

"Se o Governo Regional continuar a investir em infraestruturas - caminhos, águas e eletricidade - em emparcelamento, na reestruturação contínua e no resgate leiteiro, nós, com um produto diferenciado e de qualidade e aproveitando bem a marca Açores, podemos vingar com quotas ou sem quotas ", considerou



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.