Dezenas de milhares cantam o hino no início das cerimónias fúnebres de Mandela

Dezenas de milhares cantam o hino no início das cerimónias fúnebres de Mandela

 

Lusa/AO online   Internacional   10 de Dez de 2013, 08:54

Dezenas de milhares de vozes juntaram-se para cantar de forma emocionada o hino nacional da África do Sul, no início das cerimónias fúnebres de Nelson Mandela, juntando cidadãos e chefes de Estado, membros da realeza e líderes religiosos.

 

As cerimónias que decorrem no estádio Cidade do Futebol, no Soweto, juntam quase 100 chefes de Estado, membros da realeza, líderes políticos, que partilham a chuva que cai no mesmo local onde o chamado 'pai da Nação' fez a sua última aparição pública, durante o Campeonato do Mundo de Futebol de 2010.

Os episódios simbólicos também marcam a história do início das cerimónias fúnebres de Nelson Mandela, cuja morte foi anunciada na quinta-feira à noite pelo chefe de Estado, Jacob Zuma.

Winnie Mandela, a segunda mulher do ex-Presidente sul-africano, e a viúva, Graça Machel, uniram-se num afetuoso abraço, beijando-se em frente aos milhares de sul-africanos que enchem o estádio Cidade do Futebol, em Joanesburgo, numa iniciativa muito celebrada pelos presentes.

Os milhares de espetadores no estádio deram também ao secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, uma ovação quando chegou ao estádio, desculpando mesmo o atraso de quase meia hora.

O secretário-geral da ONU, debaixo de um enorme chapéu de chuva, desfilou frente às grades, saudando com um sorriso os milhares de sul-africanos que assistem à cerimónia, em que vão discursar, entre outros, os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, brasileira, Dilma Rousseff, e cubano, Raúl Castro.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.