Operação Natal 2008

Dez mortos até ontem


 

Lusa/AOonline   Nacional   28 de Dez de 2008, 10:28

O número de mortos nas estradas portuguesas subiu para dez, de acordo com o último balanço da Operação Natal da GNR, que regista menos vítimas mortais, mas mais feridos graves do que ano passado.
    Segundo a Brigada de Trânsito da GNR, nos primeiros cinco dias da Operação Natal, entre as 00:00 de terça-feira e as 00:00 de hoje, registaram-se 1.153 acidentes, de que resultaram dez mortos, menos um do que em 2007.

    A GNR regista ainda 45 feridos graves, mais 14 do que no ano passado, além de 322 feridos ligeiros, menos 63 do que em igual período de 2007.

    Nestes cinco dias, os militares da GNR fiscalizaram 9.533 condutores, tendo 65 sido detidos, dos quais 30 por apresentarem uma taxa de álcool igual ou superior a 1,2 gramas por litro de sangue, 27 por condução sem carta e oito por diversos motivos, como desobediência.

    No total, foram ainda aplicadas cerca de 4.300 multas, a maioria das quais (2.954) por excesso de velocidade e motivos como falta de cinto de segurança e excesso de álcool no sangue.

    O reforço do patrulhamento nas estradas teve início às 00:00 de terça-feira e prolonga-se até às 24:00 de hoje, estando mobilizados 2.300 militares, 1.100 patrulhas e 1.000 veículos.

    De acordo com a GNR, os militares estão particularmente atentos a infracções como excesso de velocidade, consumo de bebidas alcoólicas e substâncias psicotrópicas, falta de uso do cinto de segurança e utilização indevida de telemóvel.

    No total, a Brigada de Trânsito dispõe de 40 radares de velocidade e de 1.200 alcoolímetros.

    Na passagem de ano vai pôr em acção o mesmo número de meios, numa operação idêntica, entre as 00:00 do dia 30 de Dezembro e as 24:00 de 04 de Janeiro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.