China

Desastres naturais matam 1.753 pessoas em nove meses

Desastres naturais matam 1.753 pessoas em nove meses

 

Lusa / AO online   Internacional   29 de Out de 2007, 10:03

Os desastres naturais, ocorridos entre Janeiro e Setembro deste ano, na China causaram 1.753 mortos e 296 desaparecidos, noticiou esta segunda-feira a imprensa estatal chinesa.
Só no passado mês de Setembro, os acidentes naturais afectaram cerca de 360 milhões de chineses, dos quais mais de 12 milhões tiveram de ser retirados, de acordo com Pang Chemin, do Departamento de Desastres e Assistência Social do Ministério dos Assuntos Civis chinês, citado pela agência noticiosa oficial Nova China.

O mesmo responsável acrescentou que os desastres naturais causaram prejuízos económicos directos de 21,4 mil milhões de dólares (14,85 mil milhões de euros) e destruíram mais 6,39 milhões de hectares de terras cultiváveis.

No primeiro semestre do ano, os desastres naturais causaram 545 vítimas mortais na China, indicou o Ministério dos Assuntos Civis.

Entre Janeiro e Julho de 2007, as chuvas fortes causaram inundações e desmoronamentos no sul e sudoeste da China, enquanto as regiões nordeste e noroeste do país sofreram secas graves, e, em Junho, um sismo com uma magnitude de 6,4 na escala de Richter foi registados na província de Yunnan (sudoeste).

Só até ao final de Agosto, as cheias e a seca mataram mais de 1.100 pessoas e causaram prejuízos superiores a 10 mil milhões de dólares (6,93 mil milhões de euros).
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.