Deputados da Assembleia Legislativa dos Açores já tomaram posse

Deputados da Assembleia Legislativa dos Açores já tomaram posse

 

Lusa/AO online   Regional   5 de Nov de 2012, 15:10

Os 57 deputados da Assembleia Legislativa dos Açores eleitos a 14 de outubro tomaram posse esta segunda-feira numa cerimónia na sede do parlamento regional, na Horta, que assinalou o início da X Legislatura.

Entre os 57 deputados da Assembleia Legislativa dos Açores que tomaram posse há alguns que se estreiam no parlamento regional, incluindo, na mesma bancada, pessoas que lutavam por objetivos diferentes antes de assumirem as novas funções.

A renovação promovida nas listas de candidatos que o PS/Açores apresentou nas eleições regionais de 14 de outubro levou para a bancada socialista, entre outras caras novas, Lara Martinho, ex-secretária-geral da Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo, e Graça Silva, coordenadora regional da CGTP nos Açores.

Apesar de uma defender até agora os interesses dos empresários e outra se notabilizar pela defesa dos direitos dos trabalhadores, ambas depositam grandes esperanças nesta experiência parlamentar, tendo em comum o desejo de contribuir para uma sociedade melhor.

“Acredito que posso contribuir de forma positiva para o desenvolvimento da região”, afirmou Lara Martinho, 33 anos, eleita pelo círculo da Terceira, em declarações à Lusa.

Por seu lado, Graça Silva, 49 anos, eleita pelo círculo de S. Miguel, afirmou à Lusa que espera “poder dar continuidade ao trabalho desenvolvido em defesa dos direitos dos trabalhadores”, frisando que a experiência parlamentar será “um novo patamar para continuar o trabalho realizado”.

As duas novas deputadas regionais socialistas esperam manter as ligações que as unem ao mundo empresarial, no caso de Lara Martinho, e aos sindicatos e representantes dos trabalhadores, no caso de Graça Silva, entendendo que esse relacionamento pode facilitar o seu desempenho no parlamento.

“Conheço bem o mundo empresarial e os seus problemas, quero contribuir para criar medidas que ajudem as empresas, que estão numa situação muito difícil”, salientou a deputada da Terceira, para quem o crescimento da região tem que passar por um impulso da atividade empresarial.

Por seu lado, Graça Silva frisou que pretende “dar um contributo para a satisfação das expectativas dos trabalhadores quanto à melhoria das suas condições de vida”, salientando que, apesar de “muito provavelmente” abandonar a liderança da CGTP/Açores a 20 de novembro, numa reunião onde estará em discussão o futuro da central sindical na região, não pretende perder as ligações com o mundo sindical e a defesa dos direitos dos trabalhadores.

As duas deputadas estão ainda de acordo em rejeitar qualquer tipo de receio quanto à possibilidade de serem confrontadas no parlamento com a necessidade de defender posições que contrariem o que defendiam antes de assumir as novas funções, assegurando que lutarão sempre por aquilo em que acreditam.

Lara Martinho e Graça Silva não são as únicas caras novas na bancada parlamentar do PS/Açores que hoje tomou posse, onde também se destaca Pedro Moura, ex-apresentador do programa da manhã na RTP/Açores.

Na bancada parlamentar do PSD/Açores, também há caras novas, que incluem, entre outros, o empresário António Pedroso, eleito por S. Jorge, e Renato Cordeiro, um jovem agricultor de S. Miguel.

O CDS-PP também tem um novo deputado, o professor universitário Francisco Silva.

A Assembleia Legislativa dos Açores tem 57 deputados, dos quais 31 eleitos pelo PS, que tem maioria absoluta.

Os restantes deputados foram eleitos pelo PSD (20), CDS-PP (três), CDU (um), BE (um) e PPM (um).

 

 

notícia atualizada às 16h30


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.