Coreia do Norte fará 2ª feira "anúncio importante"


 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Out de 2008, 12:20

A Coreia do Norte vai fazer segunda-feira um anúncio "importante" que pode estar relacionado com o estado de saúde do líder do país, Kim Jong-Il, informa hoje a imprensa japonesa.
    "Um anúncio importante será feito segunda-feira", escreve o jornal Sankei Shimbun, citando fonte do ministério da Defesa, que não identifica.

    "Não se sabe se a informação está relacionada com o estado de saúde de Kim Jon-Il", refere o periódico.

    A Coreia do Norte vai interditar a partir de segunda-feira a entrada de estrangeiros no seu território, indicou igualmente o diário Sankei Shimbun, citando fontes oficiais não identificadas.

    A medida não parece ser determinada por questões de segurança, uma vez que nenhum movimento de tropas foi assinalado recentemente na Coreia do Norte, segundo uma fonte do ministério da Defesa.

    O ministério dos Negócios Estrangeiros japonês recusou fazer qualquer comentário sobre as informações do jornal, que evoca rumores segundo os quais Pyongyang poderia anunciar segunda-feira a morte de Kim Jong-Il ou uma mudança no poder presidencial.

    Outro jornal japonês, o Yomiuri Shimbun, citando especialistas sobre a Coreia do Norte, referiu sábado que Pyongyang instruiu os seus diplomatas no estrangeiro para que permaneçam nos seus postos e limitem ao mínimo as suas deslocações.

    De acordo com estas fontes, o anúncio de segunda-feira poderá relacionar-se com o estado de saúde de Kim Jong-Il ou com o estado das relações com a Coreia do Sul.

    Kim Jong-Il, o líder norte-coreano, 66 anos, não aparece em público desde o 14 de Agosto e também não assistiu em 09 de Setembro ao grande desfile militar que assinala o 60º aniversário do regime de Pyongyang, alimentando os rumores sobre uma possível deterioração do seu estado de saúde.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.