Sociedade

Comerciantes da Rua Direita da Ribeira Grande queixam-se de obras

Carregando o video...

 

Francisco Cunha   Regional   26 de Nov de 2011, 14:27

A primeira fase das obras de repavimentação dos passeios e lancis da Rua Direita da Ribeira Grande não está a ser bem vista por todos, com alguns comerciantes a criticarem o “timing” das obras.

Alguns empresários e empregados comerciais abordados pelo AO indicam que o encerramento da rua para a sua reabilitação nesta altura do ano, que é normalmente a utilizada pelos empresários para “balançar” as contas de todo o ano, restringe a disponibilidade dos clientes em irem ao comércio tradicional na “cidade norte”. Se as obras fossem no início do ano seria melhor, porque já sabemos que são alturas de negócio fraco”, argumenta uma lojista. “As pessoas não gostam de deixar os carros muito longe das lojas, por isso preferem fazer as compras noutro lado”.  Penso que os autocarros, por já não passarem aqui, afectou um pouco”, comenta, sublinhando que a crise também tem a sua quota na quebra de movimento.
A obra verá a implantação de 20 mil peças de lajeado de basalto e é orçada em mais de 997 mil euros, com um prazo de execução de 270 dias, tendo arrancado a 8 de Novembro e com conclusão prevista em Junho de 2012.

Em reacção ás críticas veiculadas pelo AO, o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Ricardo Silva, mostrou-se até algo surpreendido pelas críticas. “Não compartilho desta visão” respondeu, avançando ainda que “os comerciantes com quem tenho falado têm manifestado regozijo, porque traz mais condições em espaço e segurança”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.