Assembleia Legislativa Regional

Combate ao desemprego divide PS e PSD

Combate ao desemprego divide PS e PSD

 

Lusa / AO online   Regional   21 de Jan de 2010, 15:01

O combate ao desemprego nos Açores, que atinge quase 6200 pessoas, dividiu esta quinta-feira PS e PSD num debate na Assembleia Legislativa Regional, com social-democratas a exigir medidas mais eficazes e socialistas a dizer que a situação está controlada.
“Uma crise que começou por ser financeira e passou depois a económica, é, neste momento, uma crise social e o governo não está a conseguir travá-la”, afirmou António Marinho, líder parlamentar do PSD/Açores.

Nesse sentido, defendeu que o governo, de maioria socialista, “tem que adoptar uma nova postura, porque a situação está a agravar-se”.

António Marinho considerou que o desemprego é o “maior problema” que afecta actualmente o arquipélago, alertando que existem famílias com mais do que um membro sem emprego.

O aumento do desemprego, aliado ao crescimento do número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção, levou o líder da bancada parlamentar social-democrata a considerar que “está instalada uma crise social” nos Açores.

Na resposta, o deputado regional do PS, José do Rego, de ter uma visão pessimista da realidade, que não contribui para a resolução dos problemas.

“Em vez de termos uma oposição pró-activa na apresentação de propostas, vemos um PSD igual a si próprio, agarrado ao passado e a ver nuvens negras onde, muitas vezes, elas não existem”, afirmou.

José do Rego admitiu que os socialistas estão preocupados com o desemprego na região, mas frisou que o problema deve ser resolvido com “contributos positivos”.

“Os empresários esperam esses contributos também da oposição e não um constante bota-abaixo”, frisou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.