Açoriano Oriental
Cofaco pede adiamento de 30 dias para avançar com construção de fábrica no Pico

O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores avançou que a Cofaco pediu um adiamento de 30 dias para avançar com a construção da nova fábrica conserveira na Madalena do Pico.

article.title

Foto: Eduardo Costa/Lusa
Autor: Lusa/AO Online

“Há cerca de uma semana, a empresa solicitou mais um adiamento [de 30 dias] para a concretização daquilo que é uma exigência em termos de fundos comunitários e de apoios”, explicou o secretário regional Gui Menezes, que falava à margem de uma audição na Assembleia Legislativa Regional dos Açores sobre a proposta de Plano e Orçamento para 2019.

O governante disse ainda que o adiamento pedido pela empresa conserveira e comércio de pescado, dona do atum Bom Petisco, foi concedido e que, “neste caso em particular, a justificação prende-se com alguns pormenores do projeto que consideram que têm que ser eventualmente alterados”.

O executivo espera, no entanto, “que a empresa, depois desta fase, continue com a sua intenção de investimento”.

A construção da nova fábrica de transformação, processamento e congelação de pescado da conserveira na Madalena do Pico foi anunciada pela administração da empresa, que, no início do ano, despediu a totalidade dos trabalhadores na ilha do Pico – mais de 160.

A administração prometeu, no entanto, que a maioria dos quadros seria readmitida quando a construção da nova unidade industrial estivesse terminada.

As previsões da administração apontam para um projeto de cerca de sete milhões de euros, que deverá estar concluído até janeiro de 2020.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.