Divisão A2 Masculina

Clube K chega à sexta vitória consecutiva no campeonato

Clube K chega à sexta vitória consecutiva no campeonato

 

Susete Rodrigues   Voleibol   7 de Nov de 2009, 19:50

A equipa de Mário Vargas recebeu e venceu a Académica de S. Mamede por 3-2, porém, sofreram para conquistar mais uma vitória na competição. O Clube K relança-se no jogo no quarto set, levando a decisão à negra
O Clube K recebeu e venceu a Académica de S. Mamede por três sets a dois, em mais um jogo da Divisão A2 masculina.
Com esta vitória, a equipa orientada por Mário Vargas, soma já seis vitórias em igual número de jogos realizados.
No entanto, a vitória do Clube K não foi fácil, aliás o que parecia fácil acabou por ser complicado, e para vencer a Académica de S Mamede, tiveram que lutar e muito.
Depois de um primeiro set em que a equipa da casa não entrou bem, mas depois assumiu o controlo de jogo e conseguiu vencer por 25-20, no set seguinte já foi mais difícil chegar à vitória.
Os visitantes viriam a entrar novamente bem e, desta vez, não baixaram de ritmo - como no primeiro set.
A Académica de S. Mamede chegou à vantagem nos 7-6 e conseguiu mantê-la até aos 25, pese embora o Clube K ter respondido, mas não na melhor forma,  já que só conseguiram marcar 23 pontos.
Com uma igualdade no marcador, o set seguinte também não foi positivo para o Clube K, tendo voltado a perder.
Porém, a formação da casa deu mais resposta aos ataques da Académica de S. Mamede, em termos defensivos e, conseguiu por algumas vezes equilibrar o marcador.
Faltou mesmo foi a sorte, isto porque o Clube K ainda conseguiu igualar o marcador aos 22-22. Em desvantagem no marcador (1-2), o Clube K fez o que lhe competia no quarto set, entrando bem mais forte e mais consistente e a ter um ataque muito eficaz.
Os da casa cedo chegam à vantagem (3-2) e apesar do técnico adversário ter mexido no seis inicial, nada de novo trouxe e, o Clube K já comandava com algum à vontade.
Se no quarto set tudo correu bem para o Clube K, na negra confirmou-se o seu favoritismo e o seu ritmo forte, bem como a motivação e qualidade para chegar à vitória. Do outro lado viu-se um adversário muito desconcentrado que só marcou 9 pontos.
A dupla de arbitragem nem sempre esteve bem.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.