Espanha

Chávez coopera no inquérito sobre alegada ligação entre ETA e FARC

Chávez coopera no inquérito sobre alegada ligação entre ETA e FARC

 

Lusa / AO online   Internacional   2 de Mar de 2010, 10:23

O ministro espanhol das Relações Exteriores disse hoje que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, "tem vontade de cooperar" no inquérito sobre a alegada intervenção de Caracas na aliança entre a ETA e os guerrilheiros das FARC.
Em declarações aos meios de comunicação, Miguel Ángel Moratinos revelou que manteve na segunda-feira uma conversa telefónica com o presidente venezuelano, na qual Hugo Chávez manifestou "repúdio" pelas suspeitas de que tem sido alvo e expressou vontade de as dissipar "completamente".

As declarações de Moratinos referem-se às denúncias de um juiz da Audiência Nacional Espanhola, Eloy Vasco, que acusou seis elementos da ETA e sete guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) de terem estabelecido uma aliança, com o objectivo de realizar atentados em território espanhol.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.