Açoriano Oriental
CDU de Merkel elege novo líder a 25 de abril

A União Democrata-Cristã (CDU, centro-direita), da chanceler alemã, Angela Merkel reúne-se em Congresso extraordinário a 25 de abril para eleger um novo líder, na sequência da demissão de Annegret Kramp-Karreabauer.

article.title

Foto: EPA/CHRISTIAN BRUNA
Autor: Lusa/AO Online

A ainda líder da CDU, também conhecida como AKK, confirmou a data à imprensa depois de uma reunião da direção do partido, hoje em Berlim.

“A eleição do novo ou nova presidente deve enviar um sinal claro” de que essa pessoa será também “candidato ou candidata a chanceler”, sublinhou AKK.

Apenas uma candidatura à liderança da CDU foi anunciada até ao momento, a do ex-ministro do Ambiente da Alemanha e presidente da comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros, Norbert Röttgen.

Outros três membros do partido são considerados favoritos na corrida: o ex-líder do grupo parlamentar da CDU Friedrich Merz, o chefe do governo regional da Renânia do Norte-Vestfália, Armin Laschet, e o ministro da Saúde, Jens Spahn.

A CDU atravessa uma crise política devido a uma série de derrotas eleitorais e persistentes divisões internas entre uma ala mais centrista e uma outra mais conservadora.

A “gota de água” que levou à demissão de AKK foi a decisão da CDU do estado da Turíngia (leste) de desafiar instruções explícitas da líder e romper o “cordão sanitário” contra a extrema-direita, aceitando colaborar com a Alternativa para a Alemanha (AfD) para afastar o governo liderado pela Esquerda.

No domingo, as eleições em Hamburgo (norte) acentuaram a série de perdas eleitorais, com a CDU a sofrer a sua pior derrota do pós-guerra, com 11,2% dos votos (menos 4,7 pontos percentuais que nas anteriores regionais), atrás do Partido Social-Democrata (SPD) e dos Verdes.

Annegret Kramp-Karrenbauer, 57 anos, que sucedeu a Angela Merkel na liderança do partido em dezembro de 2018 e era considerada a favorita da chanceler para lhe suceder na chefia do Governo, anunciou a demissão a 10 de fevereiro.

Angela Merkel, 65 anos, desde 2005 na chefia do governo alemão, anunciou em 2018 que não se recandidata ao cargo nas próximas eleições federais, previstas para outubro de 2021.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.