Açoriano Oriental
Mau tempo
CDS-PP/Açores quer avaliação de eventuais danos nos portos

O deputado centrista açoriano Pedro Pinto defendeu uma avaliação das infraestruturas portuárias da região, como o porto das Lajes das Flores e o Porto das Pipas, em Angra do Heroísmo, onde estão a decorrer obras.

CDS-PP/Açores quer avaliação de eventuais danos nos portos

Autor: Lusa/AO Online

Num requerimento dirigido ao Governo Regional, entregue na Assembleia Legislativa Regional dos Açores, o parlamentar do CDS-PP, partido que suporta o executivo com PSD e PPM, manifesta a sua “preocupação sobre os efeitos do mau tempo nas infraestruturas portuárias da região, nomeadamente o Porto das Lajes das Flores e o Porto das Pipas em Angra do Heroísmo, onde estão a decorrer obras”.

O deputado, além de querer o apuramento de eventuais danos “na sequência das condições atmosféricas e marítimas adversas verificadas entre o final do mês de dezembro e o início do mês de janeiro”, questiona “se a avaliação do impacto nas obras em curso no porto das Lajes das Flores e no Porto das Pipas, em Angra do Heroísmo, recomenda a revisão dos projetos e a alteração dos prazos de execução das obras”.

De acordo com o CDS-PP, é necessário fazer esta avaliação, uma vez que “a construção e a reparação das infraestruturas portuárias nos Açores comportam um investimento avultado para o orçamento regional, sendo expectável, com as alterações climáticas, a ocorrência de mais fenómenos meteorológicos extremos e com cada vez maior intensidade”.

Para o centrista, é de “interesse vital para a Região Autónoma dos Açores ter, em cada ilha, infraestruturas portuárias operacionais para a manutenção do abastecimento das populações locais, para o escoamento dos bens produzidos em cada ilha, para a laboração da frota de pesca, para atividades de natureza marítimo-turística e náutica de recreio”.


PUB
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.