Açoriano Oriental
CDS/Açores quer explicações sobre cancelamento de rotas aéreas para a ilha Terceira

O líder do CDS-PP/Açores, Artur Lima, criticou hoje o cancelamento de ligações aéreas para a ilha Terceira, anunciando que iria solicitar a audição no parlamento açoriano das secretárias regionais que tutelam os Transportes e o Turismo.

CDS/Açores quer explicações sobre cancelamento de rotas aéreas para a ilha Terceira

Autor: Lusa/AO Online

“Queria repudiar vivamente a atitude do Governo Regional e da administração da SATA de ter terminado com a ligação Terceira-Porto. A agravar a isto junta-se também, para terminar em breve, a ligação da Ryanair Terceira-Porto e a partir de janeiro a ligação da Ryanair Terceira-Lisboa”, afirmou, citado numa nota de imprensa.

Artur Lima, também líder da bancada parlamentar do CDS-PP na Assembleia Legislativa dos Açores e deputado eleito pelo círculo eleitoral da ilha Terceira, salientou que o partido apresentou uma proposta no parlamento açoriano para que a Azores Airlines, do grupo SATA, efetuasse ligações diretas entre a ilha Terceira e a cidade do Porto, mas o “PS e o novo conselho de administração da SATA terminaram com essa ligação direta ao Porto, sem darem nenhuma explicação plausível”.

“Isto é um ataque à mobilidade dos terceirenses, uma ataque à economia da ilha Terceira, um ataque ao turismo da ilha Terceira, que, enquanto deputado eleito por esta ilha, repudio vivamente”, sublinhou.

O deputado centrista disse ter ainda informação de que a companhia aérea de baixo custo Ryanair, que também efetua uma ligação semanal entre a ilha Terceira e o Porto, deixará de o fazer “em setembro” e que “abandonará a rota Terceira-Lisboa, a partir de janeiro de 2020”.

“Chamarei ao parlamento dos Açores as secretárias das respetivas tutelas dos Transportes e do Turismo para darem explicações sobre esta inadmissível atitude do Governo Regional dos Açores. Basta de centralismo nacional e sobretudo de centralismo regional”, frisou.

O CDS-PP/Açores revelou ainda, em comunicado de imprensa, que irá solicitar ao seu grupo parlamentar na Assembleia da República a audição da secretária de Estado do Turismo, com vista a dar explicações sobre o eventual abandono das rotas da Ryanair para a ilha Terceira.

Questionada no final de julho pela agência Lusa sobre um eventuais cortes de ligações de e para a Terceira, fonte oficial da Ryanair respondeu: "Como resultado da atual pandemia provocada pela covid-19 e das numerosas restrições de viagem impostas pelos governos, estamos atualmente a rever os nossos horários de inverno 2020".


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.