CDS/Açores critica remodelação governamental e diz que PS está "gasto"


 

Lusa/AO online   Regional   18 de Set de 2018, 16:42

O CDS-PP dos Açores criticou hoje o que diz ser uma "dança de cadeiras inqualificável" no Governo da região, liderado por um PS "gasto" e "sem capacidade de recrutar gente nova e competente da sociedade civil".


"O Governo [Regional] do PS está a chegar ao fim, gasto e sem capacidade de recrutar gente nova e competente da sociedade civil", sublinhou o líder centrista dos Açores, Artur Lima, falando aos jornalistas à margem da sessão plenária do parlamento açoriano, na Horta.

Declarando que o executivo está preocupado em "arranjar tachos para os seus", Artur Lima criticou em concreto a nomeação de Luísa Melo Alves para presidente da administração do Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira: a antiga presidente da Saudaçor deixa na entidade "uma dívida de 800 milhões de euros e é promovida" para a chefia do hospital terceirense, ironizou.

"Isto é uma dança de cadeiras inqualificável", concretizou Artur Lima, deputado e dirigente centrista.

O presidente do Governo dos Açores decidiu proceder a uma renovação na equipa de diretores regionais nas áreas da Solidariedade Social, da Educação, da Cultura, da Saúde, do Turismo e do Desenvolvimento Rural.

Numa nota, o executivo açoriano liderado pelo socialista Vasco Cordeiro acrescenta que, "além das alterações nestas direções regionais, este processo de renovação inclui ainda a nomeação de novos presidentes dos Conselhos de Administração da Portos dos Açores, do Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, da Unidade de Saúde da Ilha Graciosa e do Instituto da Segurança Social dos Açores".




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.