Crise financeira

Cavaco Silva promulga diploma que concede à banca garantias


 

Lusa/AOonline   Economia   17 de Out de 2008, 16:45

O Presidente da República anunciou que já promulgou o diploma que estabelece a possibilidade de concessão extraordinária de garantias a instituições de crédito até 20 mil milhões de euros.
“O diploma entrou na Presidência da República às 14:00, o Presidente da República estudou-o antecipadamente e às 14:30 promulguei o diploma”, afirmou Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas à saída da Câmara de Odivelas.

    “Foi talvez o diploma elaborado com maior rapidez alguma vez em Portugal, quer pela actuação da Assembleia da República, que o discutiu ontem, quer pelo enviou à Presidência, quer pelo tempo dedicado pela Presidência ao seu estudo, como disse antecipámos a sua analise, quer pela promulgação”, acrescentou o chefe de Estado.

    Ou seja, continuou Cavaco Silva, o diploma está em condições de ser publicado.

    Questionado se pensa que esta medida será suficiente para a situação que se vive, Cavaco Silva disse apenas: “Eu espero bem que sim”.

    A proposta de lei que estabelece a possibilidade de concessão extraordinária de garantias a instituições de crédito até 20 mil milhões de euros, foi aprovada quinta-feira ao final da tarde, com os votos a favor do PS, PSD e CDS, os votos contra do Bloco de Esquerda, PCP e Verdes e a abstenção do socialista Manuel Alegre.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.