Somália

Capturados mais três navios por piratas somalis


 

Lusa/LPS   Internacional   19 de Nov de 2008, 11:32

Piratas somalis capturaram mais três navios, desde o apresamento, no fim-de-semana, do superpetroleiro saudita "Sirius Star", ancorado desde terça-feira junto de um porto da Somália, disse fonte marítima no Quénia.
Um pesqueiro operado pela Tailândia, um cargueiro com bandeira de Hong-Kong e um barco grego foram capturados ao largo da Somália, no Golfo de Aden, disse à Agência France Presse (AFP) Andrew Mwangura, responsável do braço queniano de um programa de assistência a marinheiros, sedeado na cidade portuária de Mombaça.

    Um outro grupo de piratas capturou sábado o Sirius Star, no Oceano Índico.

    Os piratas somalis que detêm o superpetroleiro saudita exigem um resgate para libertar o navio e a tripulação, referiu hoje à Al-Jazira um homem apresentado pela televisão do Qatar como um dos piratas.

    O cargueiro de Hong Kong, operado por una companhia iraniana, viajava com 25 marinheiros a bordo e o pesqueiro, com bandeira de Kiribati, seguia com 16.

    Sábado, o Sirius Star, um super-petroleiro saudita foi capturado mais de 450 milhas náuticas (800 quilómetros) ao sudeste Mombasa (Quénia).

    O sequestro deste navio, três vezes maior do que o campo de futebol e três vezes mais pesado do que um porta-aviões, é a operação de pirataria mais espectacular, constituindo um desafio para a força marítima internacional, que deve proteger o tráfego comercial nesta parte do Mundo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.