Câmara do Comércio defende reestruturação urgente da SATA

Câmara do Comércio defende reestruturação urgente da SATA

 

Carolina Moreira   Regional   11 de Jul de 2019, 10:11

A Câmara de Comércio e Indústria dos Açores (CCIA) alerta para “situação de emergência” das contas de 2018 e do primeiro trimestre de 2019 das empresas do Grupo SATA, o que justifica uma “abordagem drástica” à resolução dos problemas da organização e que se questione o seu modelo de funcionamento.

Em comunicado, a direção da CCIA defende um plano de ação assente na reestruturação da governação da SATA e na alteração das Obrigações de Serviço Público (OSP) para os voos inter-ilhas e para as ligações às restantes “gateways” não liberalizadas.

Segundo a CCIA, essa reestruturação deverá passar, numa primeira instância, pelo “reconhecimento do estado de emergência no grupo” e, numa segunda instância, pelo estabelecimento de um “pacto de regime” para aprovação das linhas gerais para a sua atuação futura.


Ler mais na edição desta quinta-feira, 11 julho 2019, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.