Açoriano Oriental
Câmara de Ponta Delgada dá 10 dias para definição das Galerias da Calheta

A Câmara Municipal de Ponta Delgada deu um prazo de 10 dias ao Fundo Discovery para informar o município sobre o início das obras de demolição das galerias inacabadas da Calheta Pêro de Teive.

Câmara de Ponta Delgada dá 10 dias para definição das Galerias da Calheta

Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Em carta enviada, esta quarta-feira, ao promotor do investimento, a presidente Maria José Duarte requer a apresentação imediata de um cronograma relativo à demolição das galerias e à consequente construção da unidade hoteleira que se encontra projetada para o mesmo local, adianta nota da autarquia.

A iniciativa da responsável autárquica surge na sequência da conclusão de todos os procedimentos legais por parte da câmara municipal e outras entidades externas para o licenciamento da obra.

O município de Ponta Delgada "concluiu todas as diligências da sua responsabilidade e, no respeito pela legalidade, removeu todas as vicissitudes à conclusão prioritária deste licenciamento", refere a edil na sua missiva.

"Com a aprovação do projeto de arquitetura, autorização das obras de demolição para o efeito, validação dos projetos de especialidades e consequente autorização do levantamento do alvará de construção para conclusão da obra (despacho de 31 de agosto, já notificado) é, pois, final o deferimento do pedido de licenciamento para a realização da operação urbanística em causa", acrescenta.

Desde o dia 1 de setembro, o Fundo Discovery não tem qualquer impedimento legal para a efetiva execução do seu projeto, a começar pela demolição imediata das chamadas "Galerias da Calheta", na freguesia de São Pedro.

O promotor do investimento "tem, assim, 10 dias úteis, nos termos do Código do Procedimento Administrativo, para informar o Município do início das obras e respetivo cronograma que será fiscalizado pelos competentes agentes municipais", conclui Maria José Lemos Duarte na sua carta enviada ao Fundo Discovery.

A conclusão prioritária dos procedimentos formais para o licenciamento da obra ocorreu na sequência da reunião promovida pela presidente da câmara municipal com o representante local do Fundo Discovery, realizada no passado dia 10 de julho.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.