Braga vence Guimarães por 1-0 e reforça terceiro lugar da I Liga

Braga vence Guimarães por 1-0 e reforça terceiro lugar da I Liga

 

Lusa/Ao online   Futebol   9 de Mar de 2019, 19:53

O Sporting de Braga venceu este sábado por 1-0 o ‘clássico’ minhoto frente ao Vitória de Guimarães, em jogo da 25.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, reforçando o terceiro lugar na prova e aproximando-se do duo da frente.

O único golo da partida surgiu aos 34 minutos, por Ricardo Horta, que fez o seu sétimo tento no campeonato, na recarga a um primeiro remate de Fransérgio.

Os bracarenses voltaram aos triunfos em casa, depois do desaire de há duas jornadas diante do Belenenses (2-0), e colocaram sob pressão os três ‘grandes', enquanto os vimaranenses não aproveitaram a derrota do Moreirense frente ao Marítimo (3-2) para se aproximarem ou até igualarem o ‘vizinho’ no quinto posto.

O ‘onze' do Braga não apresentou novidades, enquanto no Vitória de Guimarães Luís Castro fez quatro alterações, com destaque para a titularidade de André André, ausente dos relvados há quase um mês e meio, devido a lesão.

Foi um jogo mais intenso nas bancadas do que propriamente no relvado, com as duas equipas a mostrarem pouca inspiração, sobretudo o Vitória, que se revelou muito pouco incisivo.

O Sporting de Braga foi quase sempre mais forte: aos 16 minutos, Wilson Eduardo ensaiou, de livre direto, e, aos 28, Dyego Sousa, após bom trabalho individual na área, rematou por cima.

Aos 34 minutos, Raul Silva teve todo o espaço para entrar pela esquerda e cruzar para Dyego Sousa, que amorteceu para o ‘disparo' de Fransérgio e, na recarga à defesa de Miguel Silva, Ricardo Horta marcou o único golo da partida.

O Vitória ‘acordou' da letargia em que esteve mergulhado e, logo a seguir, Osório quase surpreendeu Tiago Sá com um centro/remate, mas o guardião bracarense mostrou atenção. Na melhor fase dos vimaranenses, Welthon, num remate à meia volta, quase já na pequena área, criou perigo, aos 42 minutos.

A abrir a segunda parte, um bom cabeceamento de Dyego Sousa, após cruzamento de Wilson Eduardo, obrigou Miguel Silva a defesa atenta, aos 46 minutos, e, na resposta, Osório desviou de calcanhar após um canto, mas Tiago Sá estava bem colocado, aos 55.

Esperava-se outra reação do Vitória de Guimarães, mas o futebol da equipa de Luís Castro saiu sempre muito ‘mastigado' e não conseguiu criar uma clara situação para empatar.

O Braga controlou o jogo e esteve mesmo perto de o ‘matar' por duas vezes, mas Fransérgio rematou ao poste e Bruno Viana, após canto de Murilo, cabeceou para grande defesa de Miguel Silva, aos 75 e 80 minutos, respetivamente.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.