Bombeiros da Praia da Vitória sagram-se vice campeões do mundo de trauma em África do Sul

Bombeiros da Praia da Vitória sagram-se vice campeões do mundo de trauma em África do Sul

 

AO Online   Regional   29 de Out de 2018, 10:19

A prova mundial teve lugar na quinta feira, 25 de outubro, na Cidade do Cabo e consagrou três bombeiros da Praia da Vitória vice campeões do mundo no World Rescue Challenge 2018.

Depois de vencerem os campeonatos regional e nacional, a equipa terceirense rumou à final da Cidade do Cabo para o campeonato mundial de trauma.

"A competição engloba duas provas, uma Standard e outra Complexa, qualquer uma delas disputada em 9 minutos por uma equipa constituída por dois elementos e um treinador, em qualquer dos casos colocada perante um cenário que só é conhecido no momento de iniciar a prova. Na Standard, a equipa depara-se com uma ocorrência contendo uma vítima estável e tem de prestar todos os cuidados pré-hospitalares de forma adequada. Na prova Complexa, uma das vítimas está em estado crítico, aumentando portanto a dificuldade na prestação de socorro. As provas são acompanhadas de perto pelo júri ", especificou Luís Vasco Cunha, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória.

No campeonato Mundial participaram 23 equipas de 16 países numa prova que exige muitas horas de trabalho de treino: "o objetivo máximo é melhorar as competências para o socorro às vítimas e é sempre esse o espírito de qualquer atividade formativa nos Bombeiros. Na competição pretende-se mostrar o trabalho que é desenvolvido no Corpo de Bombeiros desta Associação, com a supervisão do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores e aprender com o que de melhor se faz em todo o Mundo, sempre com a vítima em mente."

Luís Vasco Cunha admite que, depois de em 2017 arrecadarem o título de campeões do mundo, os bombeiros açorianos não descuraram a vertente competitiva. "Sendo esta a nossa terceira participação consecutiva num mundial e após termos sido Campeões em 2017, é evidente que a parte competitiva estava subjacente. Felizmente conseguimos mostrar que os resultados anteriores não foram obra do acaso, até porque a equipa que agora se sagrou vice-campeã é diferente da Campeã de 2017".

Este prémio tem, mais uma vez, um sabor especial para a corporação de bombeiros que envia, todos os anos, alguns elementos para auxílio no combate aos fogos no continente português: "Em primeiro lugar, um orgulho enorme ao ver hasteadas bem alto as bandeiras dos Açores e de Portugal, num momento de emoção indescritível.
Trata-se de mais um prémio que é trazido pelas mãos de 3 dos nossos bombeiros, mas é trabalho de todos quantos, dia após dia, dão o seu melhor em prol desta associação, pois esta equipa é, também, trabalho de todo o grupo e das respectivas famílias."

O responsável salienta, ainda, a qualidade do trabalho que se pratica na região em termos de emergência hospitalar "Significa também um orgulho por ver que nos Açores se pratica a melhor emergência pré-hospitalar do país, e isso é fruto de um trabalho deste Corpo de Bombeiros, da população da Praia da Vitória, da Câmara Municipal da Praia da Vitória, do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores e do próprio Governo Regional dos Açores."

Luís Vasco Cunha deixa, ainda, um convite a todos os açorianos para estarem presentes no campeonato nacional em 2019 que terá lugar na Praia da Vitória e garante que organizarem a prova no próximo ano é a prova de que "o sonho comanda a vida". 




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.