Benfica vence Sporting e assume liderança na final de futsal

Benfica vence Sporting e assume liderança na final de futsal

 

AO Online/ Lusa   Outras modalidades   9 de Jun de 2019, 20:18

O Benfica colocou-se este domingo em vantagem (2-1) na final do campeonato nacional de futsal, depois de vencer, por 4-3, o Sporting no emotivo terceiro encontro da decisão do título, disputado em ‘casa’ dos ‘encarnados’.

Com o moral reforçado na sequência do triunfo conseguido durante a semana sobre os ‘leões’ no Pavilhão João Rocha, a formação do Benfica inaugurou o marcador logo aos seis minutos de jogo, por Fernandinho, que intercetou um passe de João Matos com o corpo e rematou de imediato, apanhando Guitta fora de posição e desprevenido.

Os tricampeões nacionais até denotavam maior fluidez e ligação no seu jogo, mas o golo dos anfitriões fez alguns ‘estragos’. No espaço de dois minutos, o Sporting acabaria por ver Dieguinho expulso por atingir Robinho na face e, logo de seguida, o Benfica elevou para 2-0, graças a um desvio oportuno de André Coelho, após uma defesa incompleta de Guitta.

Com um ambiente efervescente num pavilhão repleto, o jogo esteve então alguns minutos interrompido devido a arremesso de objetos por parte dos adeptos do Benfica. Ato contínuo, foi o Sporting a regressar ao desafio mais concentrado e assertivo, condicionando novamente a saída do Benfica para o ataque, algo que tinha deixado de fazer com sucesso.

Aos 15, Pany Varela consegue reduzir a desvantagem da formação de Nuno Dias para 2-1, fruto da conversão exemplar de um livre direto, curiosamente quando a equipa até estava numa fase de menor fulgor. Foi o mote para levar o encontro até ao intervalo numa toada de equilíbrio.

No segundo tempo, a formação comandada por Joel Rocha entrou substancialmente melhor e capitalizou a menor agressividade dos ‘leões’ com dois golos no 23º minuto. Fernandinho, primeiro, e Robinho, de seguida, tornaram uma vantagem mínima numa diferença folgada e que pesou no resto da partida.

O conforto dos três golos permitiu ao Benfica gerir o encontro com maior segurança perante uma reação enérgica dos ‘leões’. Aos 25, Erick fez o 4-2, numa boa jogada do ataque leonino culminada com um remate forte e colocado de pé esquerdo de meia distância. O Sporting lançou-se então numa pressão forte sobre os ‘encarnados’.

Com maior rapidez na circulação e acutilância a procurar os espaços, o Sporting empurrou o Benfica para o último reduto e ‘secou’ durante vários minutos as iniciativas ofensivas dos anfitriões.

Foi preciso esperar até aos 34 minutos para assistir a novo golo, com o Sporting a dar mais um passo na recuperação através de um bom golo de Rocha, que colocava o marcador em 4-3, numa fase em que o Benfica se limitava já a defender. Porém, ficou por aí a reação dos ‘leões’, sentenciando a vitória neste jogo e a vantagem ‘encarnada’ nesta final. As emoções continuam na próxima quinta-feira, com o quarto jogo da final, no Pavilhão João Rocha, em Alvalade.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.