Benfica recebe Moreirense, FC Porto e Sporting com viagens às ilhas


 

Lusa/Ao online   Futebol   1 de Nov de 2018, 11:57

O Benfica recebe na sexta-feira o Moreirense, no jogo de abertura da nona jornada da I Liga de futebol, após dias difíceis para as ‘águias’, derrotadas fora em Amesterdão e com o Belenenses.

Contudo, a tarefa dos ‘encarnados’ parece ser, em teoria, mais fácil do que a dos outros dois ‘grandes’, FC Porto e Sporting, que vão visitar o Marítimo e o Santa Clara, respetivamente, enquanto o Sporting de Braga, que partilha a liderança com os ‘dragões’, recebe o Vitória de Setúbal.

O jogo com o Ajax podia ter sido apenas um percalço na campanha ‘encarnada’ na ‘Champions’, com uma derrota nos instantes finais (1-0, aos 90+2), mas a visita ao Belenenses no Jamor agravou o ‘ânimo’ da nação benfiquista.

Ao intervalo, com os adeptos a saírem do estádio, o Benfica já perdia por 2-0, fazendo subir a contestação ao treinador Rui Vitória, num jogo que acabaria por resultar na perda da liderança na I Liga, agora partilhada por FC Porto e Sporting de Braga.

Na sexta-feira, a partir das 20:30, os ‘encarnados’ (3.º) pretendem voltar à normalidade, frente a um Moreirense (12.º classificado) que nunca venceu na Luz em dez jogos, e onde soma oito derrotas consecutivas.

No Jamor, Rui Vitória terminou o jogo com três avançados, Seferovic, Jonas e Castillo, e frente à equipa de Moreira de Cónegos resta saber se o técnico voltará à fórmula de apenas um jogador na frente ou se mudará o paradigma tático, para dois.

O jogo de abertura da I Liga antecede a visita no sábado do co-líder e campeão FC Porto ao Marítimo (18:00), num terreno tradicionalmente difícil para os ‘grandes’ e onde os ‘dragões’ apenas venceram uma vez nas últimas três épocas.

Na última temporada, um golo de Marega, aos 89 minutos, embalou o FC Porto para o título, com a equipa a ficar, a duas jornadas do final, a um ponto do campeonato que lhe fugia há quatro temporadas.

O Marítimo não atravessa, no entanto, o seu melhor momento na Liga, com a equipa em 11.º lugar, sem vencer há quatro jornadas: empate com Belenenses (casa), e derrotas com Sporting (fora), Vitória de Guimarães (casa) e Moreirense (fora).

Em jornada que precede as competições europeias da UEFA, o Sporting é o último ‘europeu’ a entrar em campo, com a equipa de José Peseiro a viajar domingo até aos Açores, onde defronta o Santa Clara (16:30 locais).

É o reencontro dos açorianos com um ‘grande’ na Liga, mais de 15 anos após a sua última presença no principal escalão do futebol português. A última vez que o Santa Clara recebeu os ‘leões’ aconteceu em janeiro de 2003, com triunfo leonino (1-0).

O Sporting, quinto classificado, a quatro pontos do líder FC Porto, também não tem grande margem para erros na candidatura ao título, quando à sua frente tem os ‘dragões’, o Sporting de Braga, o Benfica e o Rio Ave, surgindo pressionado pela derrota caseira com o secundário Estoril Praia, na Taça da Liga.

Nos Açores, José Peseiro começa a ter o plantel mais disponível, sobretudo com o regresso aos trabalhos dos lesionados Mathieu e Bas Dost, utilizados já no último jogo da Liga, no triunfo frente ao Boavista (3-0), sendo que o holandês foi titular frente aos ‘canarinhos’.

O Sporting de Braga, líder a par do FC Porto e a uma semana de visitar o Dragão (10 de novembro), entra em campo no domingo, diante do Vitória de Setúbal (7.º), a quem venceu consecutivamente nos últimos sete jogos na sua casa.

Os bracarenses, que têm apenas um empate na Pedreira para o campeonato – com o Rio Ave (1-1) -, estiveram em ação a meio da semana na Taça da Liga, goleando também em casa o Nacional, por 5-0.

Com a nona jornada a ficar completa com os jogos entre Boavista (14.º)-Vitória de Guimarães (8.º), Portimonense (10.º)-Belenenses (9.º), Feirense (13.º)-Tondela (16.º) e Desportivo de Chaves (15.º)-Desportivo das Aves (18.º), destaque ainda para o Rio Ave.

Os vila-condenses respiram em zona europeia, à frente do Sporting, e recebem na segunda-feira o Nacional (19:00), sem vencer desde 26 de agosto, num acumular de maus resultados, que deixam a equipa recém-promovida em zona de descida (17.ª).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.