Eleições Legislativas 2019

BE insiste na descontaminação total na Terceira e na responsabilização dos EUA

BE insiste na descontaminação total na Terceira e na responsabilização dos EUA

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   27 de Set de 2019, 12:15

"A saúde dos terceirenses e a qualidade ambiental da ilha Terceira tem que estar sempre acima de qualquer interesse diplomático e dos interesses militares de um país estrangeiro”, disse o candidato do BE/A às eleições legislativas nacionais.

António Lima considera que a contaminação de solos e aquíferos na Terceira é “o maior problema ambiental dos Açores” e reivindica “uma descontaminação total e a responsabilização do poluidor: os EUA”, disse citado em comunicado.


O candidato do BE/Açores deixou críticas à posição do Governo Regional e do Governo da República após a recente reunião da Comissão Bilateral entre Portugal e os EUA.


António Lima não compreende as declarações do ministro dos Negócios Estrangeiros, que manifestou esperança de que nos próximos seis meses, cerca de metade dos locais contaminados venham a estar descontaminados.


“Este otimismo, que nos parece manifestamente exagerado, só tem uma explicação: é querer tirar do caminho este problema pondo o interesse diplomático e o interesse militar – ainda por cima de um país estrangeiro – à frente do interesse da Terceira, dos Açores, da saúde pública e do ambiente. O otimismo de Augusto Santos Silva contrasta também com a posição de Vasco Cordeiro, que pediu mais transparência. Quando se pede mais transparência é porque se reconhece que há opacidade”, aponta António Lima, que exige uma posição mais firme e mais reivindicativa por parte do Governo Regional.


“O interesse dos Açores e da população da ilha Terceira vai estar sempre à frente de interesses diplomáticos e militares”, disse António Lima, que acrescentando que “é esta a posição que o BE tem defendido e que vai continuar a defender na Assembleia da República”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.