Banco Alimentar bate recordes


 

Lusa/AOonline   Nacional   1 de Dez de 2008, 09:14

A campanha do Banco Alimentar Contra a Fome (BA) realizada neste fim-de-semana em Portugal bateu recordes com a recolha de 1.905 toneladas de alimentos, disse hoje à agência Lusa a presidente do BA, Isabel Jonet.
    A campanha decorreu em estabelecimentos comerciais de norte a sul do país e os alimentos recolhidos vão ser distribuídos a partir de terça-feira, através de 1.618 intituições, com destino a 245 mil pessoas carenciadas.

    "Isto significa que cerca de 2,5 por cento da população portuguesa de alguma forma é ajudada pelos produtos entregues pelos bancos alimentares contra a fome", constatou Isabel Jonet.

    De acordo com dados do BA, a campanha realizada no sábado e no domingo em 1.119 superfícies comerciais representou um aumento de 19 por cento em relação à iniciativa de Dezembro de 2007.

    No entender de Isabel Jonet, tem havido uma maior receptividade em relação a esta campanha, porque as pessoas se têm antecipado à crise e receiam que um dia também elas próprias possam precisar de auxílio.

    "Não se pretende que estes alimentos sejam um fim em si mesmo ou que queiram criar dependências. Os alimentos são, consoante o caso e cada pessoa a quem é entregue, muitas vezes uma ajuda pontual que permite a uma família ultrapassar uma situação mais difícil", referiu.

    A distribuição dos alimentos decorrerá atráves dos 14 bancos alimentares, tendo estes uma acção local.

    "Todos os bens são distribuídos onde são recolhidos. Isto permite aproximar quem dá de quem recebe e sobretudo permite um grande controlo sobre os produtos que são distribuídos", explicou a presidente do BA.

    A campanha deste fim-de-semana contou com a colaboração de cerca de vinte mil voluntários, o que representa, segundo Isabel Jonet, a maior acção de voluntariado em Portugal.

    A campanha decorreu em estabelecimentos comerciais das zonas de Lisboa, Porto, Coimbra, Évora, Beja, Aveiro, Abrantes, São Miguel, Setúbal, Cova da Beira, Leiria, Fátima, Oeste, Algarve, Portalegre e Braga, onde foi criado este ano um Banco Alimentar.

    Até ao dia 07, continuará a iniciativa "Ajuda Vale", que permite que cada pessoa contribua para o Banco Alimentar através de cupões disponíveis em lojas, nos quais é identificado o produto doado e mencionado que se trata de uma entrega para os Bancos Alimentares Contra a Fome.

   

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.