Autarquia da Praia solicita os relatórios e informações revelados na Comissão Bilateral

Autarquia da Praia solicita os relatórios e informações revelados na Comissão Bilateral

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   19 de Dez de 2018, 16:09

A Câmara Municipal da Praia da Vitória solicitou, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, os relatórios e informações revelados na Comissão Bilateral, que decorreu terça-feira, em Lisboa.

A autarquia da Praia da Vitória, solicitou, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, os relatórios e informações revelados na Comissão Bilateral, que decorreu terça-feira, em Lisboa, em particular, referente à questão ambiental na ilha Terceira.


Em comunicado, explica querer essa informação, por forma a apresentar os dados na reunião de Câmara e reunião da Assembleia Municipal da Praia da Vitória, acrescentando que “saúda os progressos anunciados, nomeadamente os avanços registados em seis locais cujo parecer do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) não recomenda medidas adicionais face aos trabalhos efetuados pelas autoridades norte-americanas”.


O comunicado refere ainda que a autarquia “defende a publicação da informação veiculada na reunião sobre esta matéria, particularmente junto da população praiense, cujo esclarecimento se exige face aos vários episódios que causaram receios locais”.


A Câmara da Praia da Vitória “saúda a postura do Governo Regional dos Açores, mormente a exigência de absoluta transparência e fluidez da informação pública para que as pessoas que vivem na ilha possam estar permanente informadas sobre esta matéria, particularmente sobre as ações em curso e os seus resultados”.


A Câmara Municipal da Praia da Vitória entende que as várias questões inerentes ao processo ambiental decorrente da presença militar dos Estados Unidos na ilha Terceira merecem uma postura de responsabilidade e integral transparência, em respeito pelos direitos das populações.


Conforme reiterado por diversas vezes, a Câmara Municipal apela a todos os agentes públicos e à sociedade civil a definição clara desta prioridade de ação, assim como, o devido fundamento nas declarações a produzir nesta matéria, de modo a que sejam fundamentadas científica e tecnicamente e não se criem cenários desfasados da realidade, com custos colaterais para a imagem e futuro da Praia da Vitória.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.