Açoriano Oriental
Salários
Aumentos de 1,5 por cento em 2010 pode "não ser sustentável"
O ministro da Economia, Inovação e Desenvolvimento, Vieira da Silva afirmou esta quarta-feira que um aumento salarial de 1,5 por cento em 2010 poderá "não ser sustentável", defendendo que devem ser seguidas políticas salariais ajustadas ao actual ciclo económico.
article.title

Foto: MARIO CRUZ/LUSA
Autor: Lusa / AO online
"Não será sustentável seguirmos políticas de rendimentos e políticas salariais desajustadas do ciclo económico em que vivemos, pois não vejo como é possível que a riqueza seja distribuída se não for criada consistentemente", disse o ministro à saída de um encontro para assinalar o Dia da Competitividade.

Vieira da Silva referiu ainda a necessidade de se encontrar "um equilíbrio concertado" em termos de aumentos salariais, uma vez que o tecido empresarial é composto por diferentes sectores de actividade económica.
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.