Arqueólogos recuperam canhões do navio do pirata Barba Negra


 

Lusa/AO online   Internacional   31 de Out de 2013, 09:09

Arqueólogos recuperaram cinco canhões dos destroços do 'Queen Anne's Revenge', o navio do famoso pirata 'Barba Negra', naufragado no início do século XVIII junto à costa da Carolina do Norte, sudeste dos Estados Unidos, anunciaram hoje as autoridades locais.

 

Os canhões, com cerca de uma tonelada cada um, foram retirados dos destroços na segunda-feira e, segundo o departamento de Assuntos Culturais do estado da Carolina do Norte, o maior terá sido fabricado na Suécia.

O diretor do projeto de recuperação do espólio do navio, Billy Ray Morris, adiantou num comunicado que "balas de canhão e outros tesouros" deverão ainda ser retirados dos destroços, que já produziram cerca de 280.000 artefactos desde que foram localizados em 1996.

A lenda de 'Barba Negra' conta que o pirata, de origem inglesa, terá rebatizado com o nome 'Queen Anne's Revenge' (Vingança da Raínha Ana) um navio francês de transporte de escravos de que se apoderou em 1717.

'Barba Negra' foi morto por forças da marinha britânica em 1718, cinco meses depois do naufrágio do 'Queen Anne' no canal de Beaufort.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.