União Europeia

Armadores desiludidos com acordo de quotas de pesca

Armadores desiludidos com acordo de quotas de pesca

 

Lusa/AO online   Economia   15 de Dez de 2010, 10:16

Os armadores de pescas industriais portugueses consideraram que o acordo sobre quotas pesqueiras revela subserviência de Bruxelas a interesses externos e admitiram juntar-se a espanhóis e franceses no incumprimento do regulamento, disse o presidente da associação.
“Lamentamos muito que a Comissão Europeia continue com uma estratégia completamente suicida do sector de pescas europeu”, afirmou o presidente da Associação dos Armadores de Pescas Industriais, Miguel Cunha.

Para Miguel Cunha, a Comissão Europeia mostrou ser “subserviente aos interesses de países externos à União Europeia”, adiantando que “a Noruega aumentou o TAC [Totais Admissíveis de Capturas] em 16 por cento, mas baixou em 43 por cento as oportunidades de pesca da frota comunitária dentro de águas norueguesas”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.