António Guterres optimista em relação à cimeira UE-África


 

Lusa / AO online   Nacional   9 de Out de 2007, 12:42

O Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, afirmou hoje em Lisboa esperar que a cimeira UE-África seja possível e que durante esta sejam dados “importantes passos” que beneficiarão os refugiados.
    António Guterres referiu ainda que a comunidade internacional tem de garantir um espaço para os refugiados, incluindo os internos, defendendo que os “refugiados não são terroristas e têm de ser preservados”.

    "Os países africanos são muito generosos”, afirmou o ex-primeiro-ministro português, que falava hoje em Lisboa depois de intervir na conferência dos presidentes das Comissões parlamentares de Negócios Estrangeiros dos 27 que hoje termina no Parlamento, e que decorre à porta fechada.

    O Alto comissário sublinhou ainda as situações humanitárias existentes no Afeganistão, Iraque, Líbano, Sudão e Somália.

    Em relação à actual situação na Birmânia, António Guterres não quis comentar, alegando que se trata de um “problema político”.

    Depois de ter debatido o Médio Oriente na segunda-feira, a conferência dos presidentes das Comissões parlamentares de Negócios Estrangeiros dos 27 dedica-se hoje às questões do Desenvolvimento e Cooperação.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.