Política

Antigos militantes do PSR assinalam 20 anos da morte de José Carvalho


 

Lusa / AO online   Nacional   30 de Out de 2009, 11:16

A Associação Política Socialista Revolucionária (APSR) realiza esta sexta-feira, em Lisboa, um concerto de homenagem ao antigo dirigente do PSR José Carvalho, assassinado há duas décadas, à porta da sede do partido, por um grupo de extrema-direita.
Depois de na quarta-feira terem passado 20 anos da sua morte, a iniciativa de hoje à noite vai juntar na Caixa Económica Operária seis bandas de ‘rock’ ("Albert Fish", "Ex-Votos", "Dalailume", "Revolta", "Gazua" e "Peste e Sida") e reunir “as pessoas que partilharam a vida de militantes” ao lado de José Carvalho.

José da Conceição Carvalho era conhecido no partido como “Zé da Messa”, por ter sido operário e membro da Comissão de Trabalhadores da Messa, uma empresa de máquinas de escrever do Concelho de Sintra, que encerrou em 1985.

“Pensámos numa iniciativa que o homenageasse como militante por tudo o que ele fez durante a vida e que juntasse pessoas que estiveram sobretudo nos últimos anos dele, em que foi muito activo nas campanhas antimilitaristas do PSR, na animação de uma campanha que envolveu grupos de ‘rock’, a campanha ‘Tropa Não’”, contou à agência Lusa Jorge Costa, dirigente do BE e antigo militante do PSR.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.