Amândio Madaleno desiste de candidatura às presidenciais


 

Lusa/AO online   Nacional   22 de Dez de 2010, 17:23

O líder do Partido Trabalhista Português (PTP), Amândio Madaleno, desistiu de apresentar uma candidatura às eleições presidenciais por considerar que “não valia a pena” uma vez que já não poderia participar nos debates televisivos.
 Amândio Madaleno garante que tinha já recolhido as assinaturas necessárias à formalização da candidatura a Belém – 7500 – mas, após uma reunião com a sua estrutura, concluiu que “não havia condições” para concorrer, porque, já não tendo oportunidade de participar nos debates, “iria ficar a falar sozinho”.

“Não faz sentido terem realizado os debates antes da fase de campanha eleitoral (…) A fase dos debates era muito importante para mim, que tinha questões concretas e relevantes a apresentar”, disse.

O líder do PTP aponta o dedo à Comissão Nacional de Eleições (CNE) – que diz não ter assegurado a igualdade de tratamento – e aos próprios candidatos presidenciais.

“Não sei o que levou as pessoas a fazerem debates antes do período de campanha, parece medo que apareçam novos candidatos”, disse, lamentando que os portugueses tenham “perdido a oportunidade de ouvir umas verdades”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.