Afeganistão/Eleições: ONU quer conclusão legal e dentro do prazo


 

Lusa/AO Online   Internacional   1 de Nov de 2009, 13:52

O representante das Nações Unidas no Afeganistão, Kai Eide, pediu que as eleições presidenciais afegãs terminem de forma «legal e dentro do prazo», na sequência do anúncio do antigo ministro dos Negócios Estrangeiros afegão.

A decisão do candidato Abdullah, de não se apresentar à segunda volta, «foi claramente tomada após um longo período de discussões e de reflexão. A próxima etapa deve ser levar este processo eleitoral a uma conclusão, de forma legal e dentro dos prazos», indica um comunicado de Eide.

«Durante a campanha, Abdullah apresentou-se como um chefe de Estado, dignamente, e apresentou um certo número de propostas construtivas de reformas que, espero, possam integrar a agenda política do Afeganistão no futuro», acrescentou o chefe da ONU no país.

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros anunciou hoje de manhã que retirava a candidatura da segunda volta das presidenciais, marcada para o próximo sábado, devido ao elevado risco de fraudes, já maciças na primeira volta.

O Presidente cessante afegão Hamid Karzai é o único candidato à segunda volta das presidenciais. Na primeira volta, Karzai obteve 49,67 por cento dos votos e Abdullah 30,59 por cento.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.