Administração do jornal Público anuncia despedimento coletivo de 48 trabalhadores


 

Lusa/AO online   Economia   10 de Out de 2012, 15:18

A Sonaecom anunciou o "previsível" despedimento de 48 trabalhadores do jornal Público, como parte de uma "redução da estrutura de custos em cerca de 3,5 milhões de euros por ano, com a diminuição de custos de funcionamento".

De acordo com um comunicado divulgado no portal da publicação, a administração da empresa anuncia ainda um "plano para fortalecer a aposta estratégica no digital, continuando a preservar os valores de qualidade e rigor da marca Público, como consistentemente temos vindo a fazer ao longo dos últimos 22 anos".

Num comunicado enviado a todos os trabalhadores do jornal, a que a agência Lusa teve acesso, a administração do Público indica que entregou à Comissão de Trabalhadores "comunicação escrita da intenção de proceder ao despedimento coletivo que se estima abranger 48 trabalhadores".

Segundo o comunicado publicado no 'site', "a imprensa escrita está desde há alguns anos a atravessar uma mudança estrutural profunda, à escala mundial, que se tem traduzido numa forte tendência de queda de receitas em resultado do efeito de substituição do papel pelo online".

Em Portugal, conclui o mesmo comunicado, "somam-se ainda os severos impactos da actual crise económica, quer nas receitas de circulação, quer nas receitas de publicidade. O Público, reconhecido como um dos jornais de referência em Portugal e líder em termos de leitura online, com uma presença de destaque nas múltiplas plataformas digitais – web, smartphones, tablets – não está imune a estes desafios".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.