Açores têm mais de 60 trilhos pedestres classificados

Açores têm mais de 60 trilhos pedestres classificados

 

Lusa/AO online   Regional   14 de Nov de 2013, 15:57

Os Açores têm atualmente mais de 60 trilhos pedestres devidamente homologados, estendendo-se por mais de 500 quilómetros de caminhos no conjunto das nove ilhas.

Os números foram revelados hoje, na apresentação da Equipa de Coordenação e Manutenção da Rede Regional de Trilhos Pedestres, em Ponta Delgada, na Secretaria Regional dos Transportes e Turismo do Governo dos Açores.

Esta equipa resulta da contratação de 20 pessoas que, em permanência, passarão a assegurar a manutenção e identificação dos trilhos já homologados e a criação de outros.

Segundo a apresentação feita na ocasião, nos Açores existem apenas, neste momento, trilhos pedestres de "pequenas rotas", ou seja, com menos de 30 quilómetros.

No entanto, as autoridades açorianas contam "abrir num futuro próximo" grandes rotas, assim como trilhos urbanos, tendo sido avançado o exemplo da cidade de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, classificada como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

Entre 60% a 70% dos turistas que visitam os Açores praticam pedestrianismo, segundo dados dos inquéritos feitos em postos de turismo da região, revelou o diretor regional do Turismo, João Bettencourt, acrescentando que também os residentes no arquipélago praticam cada vez mais este tipo de atividades.

Já o secretário regional com a pasta do Turismo, Vítor Fraga, disse que os percursos pedestres têm "um papel determinante" e são "um produto âncora" na oferta turística dos Açores, inscrevendo-se este reforço de meios humanos destinados aos trilhos numa aposta do executivo que visa "o incremento contínuo e sustentado da qualidade dos produtos turísticos" regionais.

Segundo Vítor Fraga, a Rede de Percursos Pedestres Classificados dos Açores é já "devida e regularmente" verificada, "através da revitalização de sinalética, vistorias, ações de limpeza e manutenção".

Assim, até agora, já existia "todo um trabalho em rede realizado entre diversos organismos e entidades, nomeadamente a Direção Regional do Turismo, a Direção Regional das Obras Públicas e a Direção Regional do Ambiente, entre outras entidades, que tomam a iniciativa de propor a homologação de determinados trilhos e asseguram, em conjunto, a sua manutenção".

Com esta nova equipa, mantêm-se os mesmos objetivos, assim como "assegurar uma clara e eficiente manutenção dos trilhos pedestres, nomeadamente durante os meses de inverno", de forma a poderem usados durante todo o ano.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.