1390 alunos com necessidades especiais apoiados nas escolas

1390 alunos com necessidades especiais apoiados nas escolas

 

João Alberto Medeiros   Regional   14 de Nov de 2009, 16:23

Actualmente existem 1390 alunos com necessidades educativas especiais que estão a ser apoiados nos estabelcmentos de ensino dos Açores.

A revelação foi feita pela secretária regional da Educação e Formação no sábado, em Ponta Delgada, na abertura do encontro internacional subordinado ao tema "Educação Inclusiva: Boas Práticas", que decorreu na Escola Roberto Ivens.

Deste total de alunos com necessidades de educação especial 936 alunos encontram-se no pré-escolar e no primeiro ciclo.

Lina Mendes referiu que, com estas crianças, trabalham 170 docentes especializados e 477 docentes de apoio.

Destes, 360 educadores são de infância e professores do 1º ciclo e 117 dos 2º e 3º ciclo de ensino.

Lina Mendes espera que no próximo ano lectivo o número de docentes especializados aumente, uma vez que terminaram recentemente a pós-graduação na área da educação especial cerca de 80 docentes dos Açores.

De acordo com a titular da pasta da Educação , na última década "tem-se assistido a uma crescente mudança de paradigma em termos de inclusão no ensino de crianças com necessidades educativas especiais".

"Nos Açores, de Santa Maria ao Corvo, a escola inclusiva já é um realidade", declarou.

Salvaguardou ainda Lina Mendes que o Governo Regional tem manifestado uma "preocupação constante de dotar as escolas com os recursos humanos e materiais essenciais ao desenvolvimento integral de todas as crianças". Lina Mendes disse ainda que a Secretaria Regional da Educação "tem investido contínua e constantemente na requalificação e modernização do parque escolar".

Pretende-se, desta forma, procurar "garantir em todas as escolas melhores condições de acessibilidade e bem-estar, quer para a comunidade educativa em geral, quer para os alunos em particular".

No encontro, que reuniu professores e técnicos ligados à área da Educação, foram apresentadas as conclusões do projecto dedicado à Avaliação da Educação Inclusiva nos Açores.

O projecto da responsabilidade da Direcção Regional da Educação e Formação, da Universidade dos Açores e de Leipzig (Alemanha) foi iniciado em 2007, com o objectivo de melhorar os padrões de qualidade do ensino no arquipélago e permitir a sua divulgação no contexto europeu.

A Cnotinfor foi convidada para demonstrar software e outras ferramentas para o apoio à comunicação, à literacia e à inclusão.

Foi ainda apresentada no encontro internacional "Educação Inclusiva: Boas Práticas", na escola Roberto Ivens, uma comunicação subordinada ao tema "Software inclusivo: Alguns exemplos no apoio à comunicação e à literacia".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.