Zimbabué prevê crescimento de 4% em 2008

Zimbabué prevê crescimento de 4% em 2008

 

Lusa / AO online   Economia   29 de Nov de 2007, 23:06

O governo do Zimbabué prevê que a economia do país cresça quatro por cento no próximo ano, pondo fim a oito anos de recessão, e também que a inflação caia para cerca de um quarto da actualmente registada.
A previsão consta do Orçamento de Estado para 2008 e foi hoje dada a conhecer pelo ministro das Finanças do Zimbabué, Samuel Mumbengegwi.

Em discurso no parlamento, citado pelas agências internacionais, o ministro zimbabueano adiantou que o crescimento de 2008 será sustentado "pelos sectores agrícola e da indústria".

Ao fim de oito anos de crescimento económico negativo, o PIB do país "encolheu" em 40 por cento.

A inflação, que rondava os 8.000 por cento em Setembro, a mais alta taxa do mundo, deverá cair para 1.978 por cento, adiantou.

Contudo, "a hiperinflação continua a ser um grande problema" para o país, afirmou Samuel Mumbengegwi.

Economistas citados pelas agências internacionais afirmam que as previsões governamentais têm vindo a revelar-se "excessivamente optimistas" em relação à evolução económica real do país.

No parlamento, o ministro zimbabueano adiantou ainda que as despesas de importação de alimentos deverão mais do que duplicar no próximo ano, para 405 milhões de dólares.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.