Vítimas de explosão em Peniche internadas em hospitais de Coimbra e Lisboa

Vítimas de explosão em Peniche internadas em hospitais de Coimbra e Lisboa

 

Lusa/AO Online   Nacional   7 de Dez de 2018, 15:38

Os quatro homens que, esta sexta-feira, sofreram ferimentos graves numa explosão de gás em Peniche foram transportados para os hospitais da Universidade de Coimbra e de Santa Maria, em Lisboa, informou o INEM.

As quatro vítimas da explosão numa residência de estudantes, em Peniche, sofreram “queimaduras graves” e foram transportados, “três para hospitais da Universidade de Coimbra e, a vítima mais grave, para o Hospital de Santa Maria (em Lisboa)”, informou fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

De acordo com a informação disponibilizada à agência Lusa, os feridos, funcionários de uma empresa que efetuavam trabalhos no edifício, têm “entre 30 e 37 anos”.

Ainda de acordo com o INEM, foram avançadas “mais duas vítimas”, mas trata-se de “dois trabalhadores da empresa que se encontram ilesos e a receber apoio psicológico”.

Num comunicado hoje divulgado, o Instituto Politécnico de Leiria corroborou, afirmando que “não foram afetados pelo acidente quaisquer membros da comunidade estudantil ou quaisquer colaboradores” da residência.

A explosão ocorreu quando, segundo o vice-presidente da Câmara de Peniche (distrito de Leiria), Mark Ministro, “estavam a ser efetuados trabalhos na conduta de uma residência estudantil”.

A residência, localizada na avenida Paulo VI, próximo das piscinas municipais de Peniche, “não sofreu quaisquer danos estruturais” e o acidente “não representou qualquer perigo para a comunidade estudantil”, acrescentou o vereador.

No local estiveram 34 operacionais apoiados por 12 veículos, entre os quais dois helicópteros do INEM, as viaturas médicas de emergência e reanimação (VMER) dos hospitais das Caldas da Rainha e de Torres Vedras, e uma ambulância de Suporte Imediato de Vida do INEM, que enviou para o local uma equipa de psicólogos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.