Universidade dos Açores sem dinheiro para salários já no primeiro semestre de 2013

Carregando o video...

 

Lusa/AO online   Regional   9 de Nov de 2012, 13:49

A Universidade dos Açores (UAç) não terá dinheiro para pagar os salários dos professores já no primeiro semestre se for aprovada a versão atual da proposta de Orçamento de Estado para 2013, alertou esta sexta-feira o vice-reitor.

"É claro que, com a atual lei do orçamento, a Universidade dos Açores não tem dinheiro para pagar os salários dos professores", afirmou Cabral Vieira, em declarações aos jornalistas em Ponta Delgada, especificando que o problema se coloca "já no primeiro semestre".

Cabral Vieira, que falava depois da leitura de uma declaração dos reitores das universidades portuguesas sobre o impacto do OE2013, afirmou que a redução de receitas da UAç decorrente da proposta do Governo retira à academia a “capacidade de funcionar normalmente, nem sequer nos mínimos”.

O vice-reitor salientou que a proposta de OE2013 traduz-se num corte das receitas da academia açoriana da ordem dos 11,9 por cento, face ao atual ano económico, o que corresponde a 1,4 milhões de euros.

Esta quebra de receitas, segundo Cabral Vieira, agrava a situação de “debilidade” já vivida na UAç em resultado do corte de 1,3 milhões de euros ocorrido este ano.

Caso seja aprovado o OE2013 na versão apresentada pelo Governo, as receitas da academia açoriana “cairiam entre 2,6 e 2,7 milhões de euros”.

O vice-reitor alertou para a situação de “subfinanciamento” em que vive a UAç, frisando que não há possibilidade de “acomodar novos cortes”.

“A universidade dos Açores não vai deixar de lutar pela sua sobrevivência”, frisou, acrescentando acreditar no “recuo do Governo”.

A Universidade dos Açores, com cerca de 4.500 alunos, possui um quadro de 461 docentes e 235 funcionários dispersos por 10 departamentos, que funcionam em S. Miguel, Terceira e Faial, e duas escolas superiores de Enfermagem, localizadas nas cidades de Ponta Delgada e Angra do Heroísmo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.