Um morto na explosão de um carro armadilhado em Bilbau


 

Lusa / AO online   Internacional   9 de Out de 2007, 12:19

Uma pessoa morreu hoje na sequência dos ferimentos causados pela explosão de um carro armadilhado em Bilbau, no País Basco, disse a polícia basca.
    O morto, natural de Saragoça (nordeste), era guarda-costas de um deputado do Partido Socialista Basco de Galdakao (País Basco), Juan José Domingo, que se estava fora do carro no momento da explosão, não tendo sido atingido.

    Fonte da polícia basca (Ertzaintza) disse à Agência Lusa que a explosão ocorreu na rua Inaizabal, no bairro de La Peña, no centro de Bilbau, escusando-se a confirmar se tinha ou não havido qualquer aviso antecipado por parte da organização separatista basca ETA.

    A explosão ocorreu poucas horas depois do ministro do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba, ter anunciado um reforço das medidas de segurança, especialmente em Madrid, perante a possibilidade de um atentado da ETA na sexta-feira, Dia Nacional de Espanha.

    O atentado de hoje ocorreu depois da tensão política provocada pela decisão do juiz Baltasar Garzón ter ordenado a detenção de dirigentes do Batasuna, considerando que o partido ilegalizado se estava a reorganizar para apoiar a agenda da ETA.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.