Açoriano Oriental
Diplomacia
UE decreta sanções contra Guiné Conacri
Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE) decretaram sanções contra os membros da Junta no poder na República da Guiné e um embargo ao fornecimento de armas, indicou a presidência sueca da UE.

Autor: Lusa / AO online
A UE “decidiu adoptar medidas visando os membros do CNDD (Conselho nacional para a democracia e o desenvolvimento, a junta no poder) e os indivíduos associados, responsáveis pela repressão violenta e pelo impasse político no país”, segundo um texto adoptado pelos ministros europeus.

Segundo uma fonte diplomática, uma lista de pessoas alvo destas medidas, que poderão consistir no congelamento de bens e interdições de Visas para a UE, deve ser publicada até quinta-feira no Jornal oficial da UE.

A UE também “decidiu impor um embargo ao fornecimento de armas à Guiné”, precisa o texto.

Estas medidas visam nomeadamente punir o envolvimento da Junta na sangrenta repressão de uma manifestação que decorreu a 28 de Setembro em Conacri, da qual resultaram pelo menos 150 mortos segundo a ONU e que suscitou a indignação internacional.
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.