Três mortos e mais de mil voos cancelados nos EUA devido a tempestade

Três mortos e mais de mil voos cancelados nos EUA devido a tempestade

 

Lusa/Ao online   Internacional   20 de Jan de 2019, 21:39

Pelo menos três pessoas morreram este fim de semana e mais de mil voos foram cancelados nos Estados Unidos devido à tempestade Harper, que está concentrada no leste do país, segundo a imprensa e as autoridades locais.

A patrulha rodoviária do Estado do Missouri confirmou hoje, no ‘Twitter’, a morte nos últimos dois dias de duas pessoas nesta área devido às condições meteorológicas.

O terceiro falecido é um homem que, segundo a imprensa, perdeu a vida no Kansas num acidente de trânsito enquanto limpava a neve nas estradas.

As más condições também afetaram os aeroportos. Segundo o site flightaware.com, que monitoriza os movimentos dos aeroportos, pelo menos 1.515 voos foram cancelados hoje nos Estados Unidos e 1.268 sofreram atrasos.

Segundo o jornal USA Today, desde sexta-feira registaram-se 4.280 voos cancelados no país.

O Weather Channel indicou que 14 mil pessoas ficaram sem energia na Carolina do Norte hoje devido à tempestade, enquanto mais de 12 mil estão sem energia na Virgínia, mais de dez mil em Ohio e mais de 16 mil em Connecticut.

A televisão ABC acrescentou que hoje houve queda de neve em áreas do Minnesota, Iowa, Ohio, Illinois, Pensilvânia, Connecticut e Rhode Island, enquanto a chuva cai na Filadélfia e em Nova York, entre outras.

Numa mensagem no ‘Twitter’, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recomendou aos cidadãos que tomem precauções extremas e reiterou o seu ceticismo sobre a existência de alterações climáticas.

"Tenham cuidado e fiquem em casa, grandes partes do país estão a sofrer tremendos níveis e um frio quase recorde. É surpreendente o quão grande é o sistema, não seria mau ter um pouco daquela alteração climática antiquada agora", disse Trump citado pela EFE.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.