Açoriano Oriental
Trabalhos de remoção do 'Mestre Simão' devem arrancar em abril

Os trabalhos de remoção do navio "Mestre Simão", que encalhou no início de janeiro no porto da Madalena do Pico, devem arrancar em abril, depois de concluído o concurso público para escolher a proposta de remoção.

Trabalhos de remoção do 'Mestre Simão' devem arrancar em abril

Autor: Lusa/AO online

"Estima-se que o procedimento negocial […], bem como o processo logístico de obtenção dos meios necessários e seu transporte para o porto da Madalena decorram de forma a que os trabalhos no local possam ter início em abril, prolongando-se por um período inferior a um mês", vinca uma nota hoje divulgada pelo capitão do porto da Horta, Rafael da Silva.

O proponente do plano apresentado, e já aprovado, é a empresa SMIT Salvage, e segue-se agora "um período negocial para finalização dos termos contratuais entre as partes", sendo que os prazos referidos, "especialmente os de execução, estão dependentes das condições de tempo e de mar".

No total, foram apresentadas 11 propostas para remover o navio que encalhou em águas açorianas, tendo chegado cinco à fase final.

Recentemente, o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, sustentou que o navio que será construído para substituir o "Mestre Simão" terá maior capacidade para viaturas, o que potenciará a economia da região.

O navio “Mestre Simão”, construído em 2013 nos Astilleros Armon, em Espanha, tem 40 metros de comprimento e encalhou em 06 de janeiro no porto da Madalena, ilha do Pico, devido à forte ondulação que se fazia sentir na altura.

Todos os passageiros e tripulantes, num total de perto de 70 pessoas, saíram ilesos do acidente.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.