Trabalhadores da administração local em greve amanhã


 

Lusa/AO On Line   Regional   19 de Set de 2010, 10:51

Os trabalhadores da Administração Local fazem greve segunda feira para “levar o Governo a cumprir a sua própria legislação e a deixar de ingerir nas câmaras com vista à redução de salários”, esperando uma forte adesão
.

Em declarações à Lusa, Francisco Braz, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local, explicou que o “objetivo da greve, em primeiro lugar, é levar o Governo a respeitar a sua própria legislação e a não pôr em causa a autonomia das autarquias, tentando governar as câmaras graças ao seu desejo de reduzir salários”, declara

“Também queremos assegurar o direito à contratação coletiva no poder local”, acrescenta o mesmo responsável. “O Governo tem que perceber que não pode interferir, nomeadamente no que se refere a empresas como a Águas de Portugal, maioritariamente controlada pelo Estado, e os bombeiros, onde o Governo tem andado a fazer a palhaçada de tentar substituir-se a outros parceiros”.

Para Francisco Braz, são estes “os pontos principais em cima da mesa”, na medida em que “tocam um leque muito vasto de sectores de actividade, como câmaras, serviços de higiene e limpeza, serviços de água, cemitérios e corpos de bombeiros”.

O sindicato espera, por isso, que a greve de segunda feira registe “uma boa participação”, o que, a avaliar por iniciativas idênticas realizadas anteriormente, deverá representar uma adesão na ordem dos 60 por cento.

Confirmadas estão já três concentrações de trabalhadores de autarquias: uma na Câmara Municipal de Castelo Branco, às 09:00; outra na de Évora, à mesma hora; e a terceira nos Paços do Concelho da Nazaré, às 14:00, hora a que tem início a respetiva reunião do Executivo.

Entre os diversos piquetes de greve já previstos, o sindicato destaca os seguintes: o dos trabalhadores dos Transportes Urbanos de Braga (já a partir das 22:00 de domingo), o dos Serviços Municipalizados de Castelo Branco, o dos Serviços Municipais de Transportes Urbanos de Coimbra, o das Águas da Figueira da Foz, o da Empresa Municipal de Recolha de Resíduos Sólidos de Sintra e os das câmaras de Montemor-o-Novo, Seixal, Almada, Loures e Amadora.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.