Indústria Conserveira

Trabalhadores aplaudem OPA sobre a Cofaco


 

Paulo Faustino   Regional   4 de Out de 2007, 08:03

A aquisição de 98% do capital social da Cofaco pela empresa  Stone Holding não está a gerar apreensão junto dos trabalhadores e de quem os representa, o Sindicato dos Trabalhadores de Alimentação, Bebidas e Similares, Comércio, Escritórios e Serviços dos Açores (SABCES).
Pelo contrário, o sentimento que prevalece é de expectativa de que, com um grande grupo económico internacional à frente da principal conserveira açoriana, a posição laboral e salarial dos  seus mais de 600 trabalhadores melhore no futuro.
“A situação poderá mudar e será para melhor”, sublinha o responsável pelo SABCES, Vítor Silva, baseado no pressuposto de que um operário conserveiro em Inglaterra ganha três vezes mais que um operário nos Açores. Aliás, a previsão é que, uma vez instalada nos Açores, a Stone Holding terá margem para expandir a sua quota de mercado e superar a produção que até agora registava a Cofaco nas suas fábricas em São Miguel, Faial e Pico. Ao contrário do que acontece em Portugal, as grandes empresas como a Stone Holding “percebem que, quanto melhores forem as condições oferecidas aos empregados, melhor será a sua produtividade. Os trabalhadores vão ganhar muito com esta mudança”.
Leia o desenvolvimento desta história na edição de hoje do jornal Açoriano Oriental.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.