Tiago Azevedo: O pintor de sonhos

Tiago Azevedo: O pintor de sonhos

 

AO Online   Regional   27 de Out de 2018, 20:35

De 9 a 11 de outubro o jovem pintor açoriano Tiago Azevedo viu os seus trabalhos expostos na Brand Licensing Europe Event, no centro de exposições Olympia Grand, em Londres. O pintor terceirense já expôs, também, no Museu do Louvre, em Paris, no ano de 2016.

 


Nasceu em Angra do Heroísmo e hoje divide os seus dias entre a Alemanha e Nova Iorque. É pintor e arquiteto sendo que já consegue fazer da pintura a sua principal profissão porque “só quando fazemos algo que realmente nos motiva e estimula é que o sucesso vem”, defende o açoriano.

 Estudou Arquitetura e Design na Universidade Lusíada de Lisboa. Terminou em 2009 o mestrado já com a pintura no horizonte através de uma tese sob tema “A Pintura Como Reflexo Artístico e Arquitectónico”.

 Tiago Azevedo adianta que a pintura foi aos poucos tomando conta da sua vida e decidiu arriscar fazer dela percurso profissional. O jovem acredita ter tomado a decisão certa. “Agora sinto-me completo. Deixa-me com um sentimento de “missão cumprida” quando, em exposições, vejo o sorriso e admiração no rosto das pessoas”.

Da infância guarda recordações e amigos e levou a paisagem açoriana na memória. “Foi uma infância muito feliz e colorida! Recordo-me da mística e das paisagens utópicas que estimulam a criatividade e a inspiração. É algo que fará sempre parte de mim. Tenho muitos familiares queridos e bons amigos por lá que, apesar da distância, me apoiam e estão sempre ao meu lado. Embora hoje em dia já não viva lá, fica a saudade e a lembrança da terra que me viu crescer.”

 A paixão pela pintura esteve praticamente sempre presente e os temas que pintava na infância eram bem semelhantes aos que pinta hoje “claro que a técnica era rudimentar, mas lembro-me de uma caixa de lápis da caran d’ache que uma querida prima minha me ofereceu e que eram preciosos para mim, com eles pintava todas as figuras fantásticas, reis e rainhas que a minha imaginação criava. Tudo começa com uma imagem que visualizo na minha mente”. Uma pintura do Senhor Santo Cristo dos Milagres é prova desta ligação aos Açores.

 Os meses que passa na Alemanha são de criação: “Venho para a Alemanha para me concentrar exclusivamente na pintura e quando chega a altura de promover as obras mudo-me para Nova Iorque onde o panorama artístico é vasto e abundante”.

 Participou em inúmeras exposições por todo o mundo incluindo Paris, Nova Iorque e Roma onde adquiriu o respeito do público e críticos de arte internacionais.

 A exposição em Londres “foi uma experiência magnífica, pois conheci pessoas com imenso talento e estabeleci contactos que me ajudaram a elevar o meu percurso para o patamar que desejo. A reação do público foi muito positiva, foi muito bom ver um número tão elevado de pessoas compreender e reagir à emoção que quis exteriorizar com a minha obra.”

 A sua inspiração é uma junção de religião e fantasia incluindo os contos dos Irmãos Grimm. Para breve pretende publicar mais uma obra “que se concentra em 10 personagens da Bíblia, mais uma vez tratadas em retrato e pintadas a óleo da forma como sempre as imaginei.” O pintor assume que os momentos mais gratificantes são “quando nas exposições encontro pessoas iguais às obras. Muitas reconhecem-se nas telas e são, de facto, rigorosamente iguais a elas.”

 O Barroco é uma das influências pelo seu forte contraste e dramatismo. A pintura clássica a óleo fascina-o, o que é claro no seu estilo que combina os conceitos contemporâneos do Surrealismo Pop com as técnicas clássicas dos grandes mestres do mundo da arte. Foi comparado a Margaret Keane pelo aumento anatómico dos olhos e a sua obra pode ser definida como uma forma de transformar sonhos em substância.

 O arquiteto refere que a arte nos Açores vai sendo cada vez mais valorizada e sente orgulho em ver obras de arte magníficas espalhadas pelas cidades açorianas.

 Hoje, o investimento de Tiago na arte ultrapassa o trabalho criativo. A sua galeria de arte ajuda outros artistas a encontrar uma estratégia e força motivadora para construir uma carreira bem-sucedida e participar em importantes exposições internacionais.

O jovem açoriano acredita que tem um propósito no mundo: “é fazer com que as pessoas ganhem coragem para seguir os seus sonhos. Acredito que este pensamento funciona não só com arte, mas com qualquer outra paixão que alguém tenha.”



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.